Archive for junho \19\UTC 2009

ROVOS RAIL LANÇA “DINNER TRIPS”, JANTARES E ALMOÇOS A BORDO DOS TRENS

19/06/2009

O Rovos Rail irá operar durante todo o ano diversas “dinner trips” com duração de três a quatro horas, para o número máximo de 72 convidados.

rovos1

As “dinner trips” foram criadas para atender a uma crescente demanda de grupos que querem sentir a experiência de viajar no Rovos Rail, mas que não dispõem do tempo necessário para embarcar em uma das rotas regulares.

Confira abaixo um exemplo de “Dinner Trip“:

Das 18h30 às 19h

Chegada dos convidados à estação particular do Rovos Rail, em Pretoria (África do Sul). Champanhe, suco de laranja e canapés são servidos na chegada, enquanto um quarteto toca músicas clássicas de fundo. Uma locomotiva a vapor é estacionada na plataforma, proporcionando aos convidados a oportunidade de fotografar a verdadeira estrela do Rovos Rail.

Das 19h30 às 19h45

A locomotiva deixa a plataforma para engatar-se ao trem. Logo após, o trem retorna completo, pronto para o embarque, à plataforma. É o momento ideal para anúncios e apresentações.

Às 20h

Partida para uma viagem circular por Pretoria.

Às 23h

Chegada à estação particular do Rovos Rail, em Pretoria.

Drinks serão servidos no vagões de observação e no Club Lounge. O jantar será servido aproximadamente às 20h30, vagão Dining. Os menus são combinações de “cuisine” e da exótica gastronomia africana, como as carnes de caça, uma das especialidades dos chefs do Rovos Rail. Antes do jantar será servida uma entrada com opções de peixe, carne ou prato vegetariano. Após o jantar são servidas algumas opções de sobremesa. Renomados vinhos sul-africanos são selecionados para harmonizar com as refeições.

A configuração do trem das “dinner trips” é composta de:

Locomotiva
Kitchen Car e Bar (com área para fumantes)
Dinning Car (para no máximo 42 pessoas)
Dinning Car (para no máximo 42 pessoas)
Vagão Suíte com um Club Lounge (com área para fumantes)
Carro de observação

Valores:

53.000 rand: para até 42 passageiros (ou menos)
63.000 rand: para até 72 passageiros (ou menos)

Condições para as reservas das “dinner & lunch trips”:

50% de depósito na confirmação da reserva.
O saldo deverá ser pago até 14 dias antes da saída.

Veja mais informações sobre o Rovos Rail em: http://www.rovos.com

Cheers, ERIK SADAO

Anúncios

RANI RESORTS INFORMA: NOVO VOO DIRETO ENTRE JOHANNESBURG (ÁFRICA DO SUL) E PEMBA (MOÇAMBIQUE)

19/06/2009

A partir de 1 de julho de 2009, a SA Airlink oferecerá um voo extra às quartas-feiras saindo do aeroporto internacional de Johannesburg, na África do Sul, com destino a Pemba, em Moçambique.

rani10

O novo voo foi criado para atender a uma crescente demanda por Moçambique, que se consolida como um dos principais destinos de praia do continente africano.

Clique aqui para ver o timetable de voos atualizado entre Johannesburg e Pemba.

Clique aqui para ver o comunicado oficial da SA Airlink.

Clique aqui para mais informações sobre a Rani Resorts.

Cheers!
Erik Sadao

DESIRES HOTELS – PROMOÇÕES ESPECIAIS DE INAUGURAÇÃO DO THE BETSY HOTEL, EM SOUTH BEACH, NOS EUA!

05/06/2009


TRÊS NOITES E QUATRO DIAS – U$ 599

SEIS NOITES E SETE DIAS – U$ 1199

desires1

Para reservar as promoções visite o site www.thebetsyhotel.com
Utilize o código: SPECIALOFFER-LA091

As reservas podem ser feitas através dos GDS’s utilizando os seguintes códigos:

Amadeus: LX MIABET

Galileo/Apollo: LX 18580

Sabre: LX 025432 and

WorldSpan: LX MIABR

Ou solicite informações no departamento de reservas: +1 (305) 604 171

Visite o site da Desires Hotels e saiba mais novidades sobre os hotéis da rede: www.desireshotels.com

Cheers, ERIK SADAO

DESIRES HOTELS, OPÇÕES ÚNICAS EM DESTINOS EXTRAORDINÁRIOS COM DIÁRIAS A PARTIR DE U$ 129!

05/06/2009

Fuja do lugar comum!

A Desires Hotels oferece uma série de opções de acomodação em hotéis boutique de diversas categorias, em cidades nos Estados Unidos e em Porto Rico, com tarifas a partir de U$ 129.

desires

Veja abaixo a lista de hotéis da Desires Hotels:

Sagamore Hotel, em South Beach, Miami

The Betsy Hotel, em South Beach, Miami

The Iron Horse Hotel, em Milwaukee

Hotel Mela, em New York

The Strand, em South Beach, Miami

Wave Hotel, em South Beach, Miami

Hotel St. Augustine, em South Beach, Miami

Water & Beach Club Hotel, em San Juan, Puerto Rico

Visite o site da Desires Hotels: www.desireshotels.com
Solicite mais informações: info@themarketingcollection.com

Boas vendas!
Erik Sadao

The Marketing Collection organiza ‘famtrip’ para Tanzânia

04/06/2009

A The Marketing Collection, representante oficial da Kobo Safaris na América Latina, organizou no mês de maio uma viagem educacional para operadores de turismo brasileiros para a Tanzânia.

“Com a chegada da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul, cresce o interesse dos operadores brasileiros por outros produtos no continente africano que possam ser oferecidos como um opcional para os programas já consolidados para a África do Sul”, conta Erik Sadao, da The Marketing Collection, que foi responsável pela organização da viagem.

Durante sete dias, os convidados viveram uma verdadeira maratona de safáris nos principais parques do país. A expectativa de todos girava em torno do famoso parque Serengeti, considerado o melhor parque para safáris do continente. Ninguém voltou decepcionado. Logo na entrada, do parque foi possível ver a “grande migração” passando ao lado do carro que transportava o grupo até o acampamento de luxo da rede Serena. “Em menos de duas horas dentro do Serengeti, vimos os famosos Big Five (leão, leopardo, elefante, búfalo e rinoceronte) enquanto a grande migração passava interruptamente bem ao lado do nosso carro”, disse Ana Lucia Kalil, gerente de marketing da Maxtravel.

Empatada com o Serengeti como um dos pontos altos da viagem apontado por todos ficou a Ngorongoro Crater, uma imensa cratera que um dia foi um dos maiores vulcões do mundo. “O grupo inteiro ficou impressionado em Nogorongoro. A descida pela cratera e suas diferentes vegetações que vão se revelando a cada quilômetro percorrido são inesquecíveis”, continua Sadao.

Os outros parques visitados pelo grupo foram o Tarangine e o Lake Manyara. Ambos chamaram a atenção pelas belas árvores baobás e pela quantidade de elefantes. O grupo também passou uma noite em Nairóbi (Quênia) e outra em Arusha (Tanzânia), que é o ponto de partida para o principal circuito de parques e safáris do país. Em toda a viagem o grupo pode conhecer também a cultura Masai, tribo predominante dos países visitados.

IMG_0474

Na foto, da esquerda para a direita, Israel Waligora (Ambiental Expedições), Danilo Rondinelli (Terra Mundi), Waldeliz André (Queensberry), Ana Lúcia Kalil (Maxtravel), Renata Ickowicz (Mandala) e Erik Sadao (The Marketing Collection) posando com o povo Masai em um dos acampamentos de luxo visitados.

A viagem teve apoio da South African Airways e da rede de hotéis Serena Lodges.

Mais informações: info@themarketingcollection.com

CHEERS, Erik Sadao

10 razões para ir ao Pezula entre maio e julho

03/06/2009

pezula6

1. Clima agradável

A cidade de Knysna fica fora da região onde chove no inverno e desfruta de um clima temperado durante todo o ano. A estação mais seca é justamente entre maio e julho. É impossível não gostar das manhãs frescas e dos dias ensolarados. Nessa época do ano, a temperatura média é de 23ºC. Ou seja, amena o suficiente para se cobrir durante a noite e quente o bastante para tomar sol na praia de Noetzie ou fazer um romântico piquenique a dois.

2. A temporada “secreta”

Essa é a época calma do ano em Knysna. Tudo vai sem pressa. Os voos são encontrados com mais facilidade, o trânsito é tranquilo e não há dificuldade para fazer reserva num restaurante…

3. Observação de baleias

A partir de maio, as baleias migram para a costa da África do Sul e podem ser vistas nas águas da praia de Noetzie.

4. Vida ao ar livre

Faça exercícios num dos mais belos locais do mundo. Junte-se a uma caminhada guiada pelas florestas do Pezula Resort, entre no Rio Noetzie e de lá reme até a praia de Noetzie.

5. Aprenda a jogar golfe

Este é o momento ideal, com menos pessoas no local, para aprender a jogar golfe em um dos campos profissionais no Pezula Club.

6. Menu de inverno do Zachary’s

Experimente as delícias do menu de inverno do restaurante Zachary’s, como o peito de pato assado e o lombo de porco defumado.

7. Os prazeres do inverno

Relaxe no Pezula Spa e aproveite nossos serviços especiais de inverno…

8. Aconchego

Durante a noite, sinta o calor de uma lareira em seu quarto com um livro ou um filme de nossa coleção. Ou então vá ao salão de jogos com uma taça de sherry para contemplar o pôr-do-sol no lago de Knysna.

9. Navegue no lago

Com ventos leves e águas calmas, um ótimo programa é passear de barco no fim da tarde no lago de Knysna. Ostras e champanhe combinam com esse momento.

10. Explore a “Garden Route”

Explore a região antes que multidões de turistas cheguem ao local na primavera. Visite os santuários onde elefantes, macacos e pássaros são criados num ambiente protegido, faça um passeio com um guepardo, aventure-se num safári para conhecer os famosos Big Five, visite as Cango Caves em Outdshoorn e monte num avestruz, sinta a adrenalina de saltar de bungee jump ou fazer tirolesa na floresta Tsitsikamma, ou simplesmente visite as lojas, os museus e as galerias de arte de Knysna para depois sentar-se num café e contemplar o lago e seus barcos.

CHEERS, Erik Sadao

Restaurante Signal, em Cape Town: o melhor da exótica gastronomia da África do Sul

02/06/2009

Cape Town (ou Cidade do Cabo) acaba de ganhar um restaurante que consegue englobar todas as influências culturais da África do Sul.

Localizado no hotel boutique Cape Grace, numa das áreas mais nobres da cidade, o novo restaurante Signal já é reconhecido dentro e fora do país como uma referência em gastronomia de alto nível.

capegrace3

Os pratos de Cape Town são únicos porque misturam estilos de cozinhar do mundo todo, como o holandês, o inglês, o francês e o asiático. Tantas influências têm relação com a localização geográfica de Cape Town, bem na ponta da África, um porto histórico e estratégico na rota das especiarias entre a Europa e as Índias.

Além disso, os pratos são feitos com ingredientes que só se encontram na região do Cabo da Boa Esperança. As frutas e os vegetais são frescos, os peixes e os frutos do mar abundam e as carnes vermelhas, como o cordeiro, são indispensáveis.

Alguns exemplos. De entrada, o Signal oferece risoto com essência de açafrão e camarões grelhados, carpaccio de avestruz defumado, torradas melba com tártaro e figo brûlée. Os pratos principais incluem filé de antílope, samosas picantes de batata, crème fraîche de coentro e chutney de espinafre e beterraba.

O Signal fica numa bela marina de Cape Town. Os frutos do mar, portanto, são ingredientes obrigatórios, preparados com delicadas ervas e especiarias. Entre as deliciosas sobremesas estão a torta marquise de chocolate meio amargo e o sorvete de gengibre cristalizado.

Os pratos do Signal são assinados pela chef Malika van Reenen. Ela lançou há poucos meses o livro “Touch of Rooibos”, com receitas que necessariamente utilizam o rooibos, a famosa erva aromática do sul da África. O livro está à venda na loja do hotel Cape Grace.

O acolhedor ambiente do restaurante, com pratos de porcelana e quadros e móveis antigos, é resultado do cuidadoso trabalho do designer de interiores Kathi Weixelbaumer.

O restaurante Signal tem esse nome em referência a uma curiosa tradição de Cape Town. Todos os dias, pontualmente ao meio-dia, um canhão localizado numa das montanhas da cidade dispara para anunciar a hora. Quando ouvem esse sinal (“signal”, em inglês), os moradores de Cape Town olham seus relógios para verificar se a hora confere.

Para mais informações sobre o restaurante Cape Grace, visite www.capegrace.com

Ou escreva para info@themarketingcollection.com

Cheers, ERIK SADAO